Anuncie Aqui Topo 728x90

Metodologias de Ensino: o que s√£o?

"Essa pandemia veio para mostrar que sempre ser√° um processo de relacionamento entre aluno/professor."

Por Professor Daniel Macedo de Carvalho / Diretor Pedagógico do Centro de Estudos Lecionar em 15/09/2020 às 16:20:56

Comecemos entendendo que o processo do estudo é trabalhoso. Seja voc√™ um leitor que j√° se formou, ou que simplesmente est√° na escola, voc√™ sabe que estudar d√° trabalho. É exaustivo ficar horas e horas sentado em uma sala de aula assistindo professores falando dos mais variados assuntos e, depois chegar em casa e passar mais algumas aulas estudando sozinho, ou em cursos, ou até mesmo no refor√ßo escolar. É doloroso, cansativo, demanda muita disciplina, concentra√ß√£o e for√ßa de vontade, para estudar dia após dia e parece que o cansa√ßo aumenta quando temos que estudar algo que n√£o gostamos.

Acontece que, diversas Universidades do mundo possuem linhas de pesquisa que procuram buscar formas de facilitar e dinamizar o processo de ensino-aprendizagem. A forma como aprendemos é cada vez mais bem compreendida à luz da psicologia e da pedagogia. Mas isso é tema para um outro momento. Agora vamos focar na maneira como o ensino é feito, ou seja, como o professor "te passa o conteúdo da matéria". Isso é chamado "Metodologia de Ensino" e consiste no conjunto de técnicas e etapas que o docente utiliza para motivar/ensinar o aluno, seja na escola, seja na faculdade, ou em qualquer outro ambiente de ensino.

O modelo tradicional é chamado de "aula expositiva". Consiste na utiliza√ß√£o de um quadro ou até mesmo uma apresenta√ß√£o em power point, onde o professor passa todo o conteúdo e o aluno "absorve" esse conteúdo, fazendo uma avalia√ß√£o ao final do processo, sendo geralmente uma prova. É o modelo mais utilizado no mundo e tem suas vantagens e desvantagens. Enquanto "conseguiu formar toda a sociedade nos últimos anos" e convenhamos, isso é muita coisa, esse modelo possui pouca intera√ß√£o aluno/aluno e aluno/professor. A aula consiste simplesmente no "detentor do conhecimento" ensinando "aqueles que n√£o sabem".

Buscando promover uma maior intera√ß√£o e maior protagonismo por parte do estudante, existem diversas metodologias que foram e est√£o sendo estudadas e aplicadas e tenho por objetivo mencionar algumas aqui. A primeira é a gamifica√ß√£o do ensino, que consiste em transformar a sala de aula e os conteúdos trabalhados em um game. Atividades valem pontos e s√£o contabilizadas em um ranking. O ambiente escolar pode ser customizado (um professor de história pode transformar os grupos em países ou castelos, por exemplo). O ensino utiliza de jogos ou até mesmo de aplicativos que estimulam a competi√ß√£o, o raciocínio lógico e o trabalho em equipe e a avalia√ß√£o se d√° pelo envolvimento do aluno e do grupo como um todo. É uma forma que tem sido utilizada, inclusive, em empresas, buscando um aumento da produtividade dos setores.

A sala de aula invertida é a metodologia "da moda". Consiste em transformar o aluno em protagonista do próprio desenvolvimento acad√™mico e o professor numa espécie de tutor, de facilitador do processo. Consiste no envio de atividades de leitura e question√°rios de aquecimento (warm ups) que s√£o devolvidos para o professor antes da aula e a partir do erro e acerto da maioria dos alunos, a aula é preparada buscando sanar as possíveis dúvidas. A vantagem desse processo é que todo o tempo de aula é utilizado para aperfei√ßoar os conhecimentos dos estudantes, fazendo com que eles sejam mais independentes nos estudos. O ponto negativo é que, por necessitar do comprometimento dos alunos, pode acontecer das atividades n√£o serem cumpridas da forma correta e a aula presencial se transformar em uma aula expositiva, ou em um momento para a realiza√ß√£o da tarefa de casa. Portanto, é necess√°rio muito envolvimento por parte de todos para que a proposta (que é boa) seja colocada em pr√°tica.

Uma terceira metodologia é a instru√ß√£o por pares (peer instruction) surgiu nos anos 90 e tem como característica principal o debate entre alunos. Pode parecer algum comum, e realmente é, mas é cientificamente comprovado que os estudantes aprendem melhor debatendo entre si. Com certeza voc√™ deve lembrar de algum amigo que te ajudou a compreender determinada matéria, ou ent√£o alguém que voc√™ teve que ajudar a compreender. É comum ver na sala de aula a situa√ß√£o em que um professor explica determinado conteúdo, o aluno n√£o entende e o colega fala "ele est√° falando que isso é tal coisa" e num estalo de dedos a compreens√£o vem. Isso se chama instru√ß√£o por pares e é sim uma metodologia ativa de ensino. É utilizada em conjunto com a sala de aula invertida, porém, as quest√Ķes s√£o respondidas na sala de aula e caso o índice de acertos seja alto, os alunos que acertaram explicam para os alunos que erraram. J√° no caso de um índice de acerto muito baixo, o professor intervém para que a turma possa entender melhor, e essa interven√ß√£o passa pela colabora√ß√£o dos alunos que compreenderam o conteúdo.

Existem diversas metodologias de ensino e por conta da pandemia outras tantas est√£o sendo desenvolvidas. É importante ressaltar que, uma metodologia n√£o é necessariamente melhor que outra. Cada modelo se aplica à uma realidade de ensino, à um tipo de escola e à uma determinada turma. Provavelmente voc√™ deve ter refletido e encontrado metodologias legais nesse texto, assim como pode ter tido a impress√£o que outras n√£o devem funcionar bem. O importante é perceber que, seja no ensino tradicional, ou em uma outra forma, o importante é conscientizar o indivíduo de que o protagonismo dos estudos depende dele, assim como o protagonismo nos relacionamentos, no trabalho, na vida. N√£o existe alguém que v√° sempre descrever e ensinar as coisas para nós. Somos respons√°veis pelo caminho que tomamos em nossas vidas, quer tenhamos ajuda, quer n√£o. Alguns processos definitivamente podem contribuir para avan√ßarmos, mas no fim, antes de toda metodologia ou pedagogia, est√° a nossa vontade de aprender e de sermos melhores. Antes dessa vontade, todo resto é inútil. Por isso chamamos de processo ensino-aprendizagem. Depende das duas partes sempre e, essa pandemia veio para mostrar que sempre ser√° um processo de relacionamento entre aluno/professor.

Fale com a equipe em Arraial do Cabo pelo número 22 99850-7420

Fonte: Centro de Estudos Lecionar.

Coment√°rios